Timidez na Infância e Adolescência. 1


Uma das grandes demandas dos consultórios de analistas, são os jovens que sofrem com timidez. A criança ou jovem tímido demora mais tempo do que as outras a adaptar-se a novas situações sociais, que desencadeiam nele uma ansiedade forte e menos controlável do que na maioria das pessoas.

Algumas crianças mais introvertidas tem dificuldade de se enturmar. Se isolam, falam pouco e não dão sinais que precisam de ajuda.

A timidez, na psicanálise é vista como uma percepção men­tal distorcida que só faz sentido em função da presença, e em especial “do olhar do outro”.Quando a criança recebe demasiadas criticas e julgamentos por seu jeito de ser, diferente das outras, começa a criar uma imagem de si mesma negativa.

Por exemplo, meninos que gostam de brincadeiras de meninas, ou são sensíveis enfrentam um grande medo de seus pais. A descoberta do homossexualismo também pode gerar uma grande timidez e mudanças de comportamento quando isso não é tolerado pela família. Noutros casos, a criança não recebe os estímulos sociais necessários para desenvolver-se socialmente, por já nascer em uma família de poucos relacionamentos ou convívio social. Nesse caso vai ter dificuldade de se enturmar e auto-expressar-se.

Outra forte característica dos tímidos é pensarem que são constantemente observados ou julgados de forma negativa, desenvolvendo, assim, uma sensibi­lidade  para qualquer ti­po de crítica ou comentário sobre a sua aparência e conduta. Não tiram proveito de uma festa, por exem­plo, pois estão ansiosos com o que os outros estão a pensar dele. Também pode apresentar sérias dificuldades na escola, uma vez que estão mais preocupados em agradar.
Para quem sofre de timidez, a critica é sinôni­mo de rejeição. E quando suas ideias são reprovadas, tal é sentido como humilhação.

A timidez, muitas vezes esta ligada à Fobia social, deve ser tratada para evitar o isolamento social e à depressão.

Caracteristicas Psiquicas Timidez:

* imagem ne­gativa de si mesmo
* au­to-estima fraca.
* Não acredita nas suas capacidades, o que resulta na fal­ta de autoconfiança.
* Não conseguem chegar nos outros por medo de agirem errado.
* Dificuldade de se enturmar
* Irritabilidade

 

Características Físicas Timidez:

Transpirar excessivamente, falta de ar, rubor ou palidez acentuados, gaguejar e alterações da voz, rigidez muscular e tremores, insegurança.

Causas:

Ambiente familiar demasia­do protegido, onde a criança sente-se sufo­cada ou excluída.
Poucos estímulos familiares e sociais.
Falta de afeto ou compreensão de conflitos familiares.
Frequentes mudanças de escola.

A superação da timidez propicia iniciativas sociais, que são uma das bases da felicidade: a construção de relacionamentos saudáveis e duradouros.

Existe tratamento para superar a Timidez? A psicanalise é um tipo de terapia que trabalha os complexos, frustrações e distorções da realidade, analisando as causas inconscientes, desde a vida intra uterina. Adaptada a todas as idades, revela-se muito eficaz, pois a pessoa fortalece sua psique para lidar progressivamente com as situações ameaçadoras. Utilizam-se também técnicas que ajudam no controle da ansiedade, como relaxamento e meditação. Com a terapia é possível aprender a expressar-se sem receios, as virtudes e defeitos. Assim se enriquece o contato com os outros, ampliando os horizontes sociais.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um pensamento em “Timidez na Infância e Adolescência.

  • Vinicios Trindae

    Oi Lisiane! Parabens pelo novo site. Gostei do artigo, foi o motivo que me levou a buscar a terapia e ja melhorei um pouco né? Obrigada por tudo. Vini