Falhar e Aprender


Nelson Mandela disse: “Eu nunca perco. Eu ganho ou aprendo”. Todos nós, às vezes, falhamos em alcançar nossos objetivos.  Isso não é um problema. O que é um problema é falhar e não aprender com seus erros. Isso mantém você no ciclo brutal de tomar a mesma resolução a cada dia de ano novo e nunca alcançar. Vamos explorar um pouco porque isso acontece e como a psicoterapia analítica atua no equilíbrio psíquico da questão.

Em que esta sua atenção?

A nossa realidade só existe quando estamos vivendo o momento presente. Se você não está se olhando com carinho, vivenciando toda sua totalidade, você vive em cegueira e vai difícil atingir seus objetivos. Onde você coloca o foco é onde floresce. As pessoas só enxergam quando estão dispostas a enxergar. A gente atrai o que fica pensando, sentindo, lá no fundo da alma. Se sua satisfação com sua vida e relacionamentos não estão bons precisa decidir sair do piloto automático, se você não está satisfeito com o que você, busque ajuda psicológica para construir-se melhor. Característica por característica, honrando sua essência.

Como Você lida com adversidades?

Quais suas crenças sobre felicidade? Sobre amor? Sobre resiliência? Na terapia analítica trabalha-se a construção de habilidades. Habilidades são como músculos. Se não estou feliz, preciso ir me lapidando.

As pessoas se desenvolvem construindo histórias diferentes. As coisas só se repetem se você permite. Os momentos de desconforto e irritação são excelentes incentivos para mudanças. Para viver transformações ‘e preciso tomar decisões e deixar certas coisas, pessoas irem embora. Você está disposto(a) a se transformar? Não existe vitória sem luta, sem comprometimento e investimento (tempo, dinheiro).

Quanto mais consciência e amor próprio maior controle da própria vida. Assim se constrói a auto confiança na vida, correndo riscos. Errando, aprendendo, se empoderando das decisões, auto responsabilidade. Só se constrói auto confiança saindo da zona de conforto.

Que comportamentos você aprendeu para sobreviver?

Na infância aprendemos estratégias para sobrevivência que não funciona na vida adulta. Como o cérebro cria o habito a tendência será repetir o passado achando que vai funcionar.  Essas estratégias podem ser problemáticas para vida adulta. O passado ajuda a mapear suas raízes psicológicas.

Fazer terapia é onde você constrói os pontos fortes e olha com sinceridade para os pontos fracos. As linhas de raciocínio no desabafo clinico percebem ideias e sentimentos que nunca foram a lugar algum, cortados por neuroses ou padrões de comportamentos negativos. É esse o núcleo onde você deve abraçar seus objetivos: tornar o consciente o inconsciente.

Com a terapia analítica, ao construir de baixo para cima com base no que funciona para você, em vez de impor regras e crenças negativas do ego e superego de cima para baixo, você desenvolverá lentamente um sistema mental-emocional no qual poderá se manter. Um que se encaixa na sua vida e o excita, e que pode lidar com o mundano e a loucura da vida diária.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *