Como curtir a própria companhia? 3


Olá! O tema de hoje para as pessoas que moram sozinhas ou estão solteiros, viúvos, divorciados, recém separados. E também aquelas pessoas que tem medo da solidão ou pavor de ficarem sozinhas, nesses casos moram com parentes ou cônjuges mesmo sentindo que precisariam investir em explorar sua individualidade sozinhos.

Muitas pessoas solteiras que atendo em terapia online e/ou terapia presencial sentem um desconforto por estarem sozinhas ou chamam esses momentos de “profunda solidão”. A começar pela adolescência, onde muitos tem o sonho de se apaixonar, namorar, casar ou ter uma família. Este anseio e ansiedade de amar e ser correspondido vai variar conforme a qualidade dos vínculos familiares na infância, quanto maior foi a carência afetiva, baixa auto estima maiores serão o medo de ser abandonado ou ficar sozinho julgando isso como uma experiência ruim.

Pratique o auto conhecimento

Cada pessoa carrega vivencias e memorias de ficar em sua própria companhia. Alguns cresceram em famílias grandes, nunca ficavam sozinhos. De repente foram morar sozinhos para estudar e viram-se na sua própria companhia. Isso pode ser um choque emocional durante um tempo.

Quantos jovens saem da casa dos pais para estudar e morarem sozinhos? é uma experiência nova, ser responsável pelo espaço, pagas as contas, fazer mercado, cozinhar, lavar roupa, limpeza. Como cada um vai reagir vai depender da estrutura emocional.

Na minha carreira como psicanalista atendi muitos jovens nessa situação que entraram em depressão, sentiam saudade da família ou dos amigos antigos. Já outras pessoas que também atendo ficam felizes com a liberdade, comemoram, acham-se independentes e logo abraçam o mundo todo.

O auto conhecimento é entender sua personalidade, seu jeito de ser. Conhecer-se em profundidade, entender seu sistema de crenças ao estar sozinho e solteiro. Nossa mente inconsciente manifesta-se com mais forca quando estamos sozinhos ate para a gente parar e ouvir nossa alma, intuição, cultivar a mente clara.

As respostas são internas

Depender menos do externo e se conectar com você mesmo é entender que você é sua melhor ou pior companhia. Não dependa dos outros para viver o que você quer viver. Se você depende do outro para ir no cinema, para fazer uma terapia, uma viagem ou algo que queira você vai acabar deixando de fazer o que gostaria.

Pessoas que foram muito superprotegidas terão mais dificuldade em curtir a vida sozinha. Pense como era a individualidade na sua família. Seus pais tinham momentos sozinhos? Na sua infância como era ficar sozinho para você? Como você lida com liberdade?  Como estar solteiro(a) é visto na sua família?

Existem famílias que não suportam a ideia de um filho ficar sozinho ou solteiro. Ate a própria sociedade discrimina os solteiros as vezes, com aqueles pré-conceitos: “qual seu problema em estar solteiro?” “todo mundo precisa de alguém” “quem vai te cuidar na velhice?”. E se o solteiro falar que também não quer ter filhos, gosta de viajar, aproveitar a vida, realizar seus sonhos, em algumas culturas de seitas religiosas e machistas pode soar como uma opção muito diferente do “normal”.

Estando solteiro, procure tomar consciência dos seus valores pessoais. Fazer o que você gosta, aproveitar a liberdade, o silencio,  realizar projetos, cuidar de você. Desenvolver novos aprendizados, olhar para suas necessidades emocionais e intimas.

Cuide do seu Dialogo Interior

Nada como estar sozinho para ouvir-se. Ouvir a consciência, sonhar, fantasiar, relacionar-se do seu jeito. Ao longo desse processo de amadurecimento você vai criar um senso de identidade, aprender a confiar em você. Antes de sair procurando amor pelo mundo é preciso criar uma estabilidade emocional dentro de você.

Você vive a vida com baixa auto estima ou alta? Estar solteiro é uma ótima fase para trabalhar inseguranças. Examine seus relacionamentos de dentro para fora, a partir de você. é normal querer pertencer a uma tribo, ser aceito, que gostem de você. Mas de todos os julgamentos o mais importante é o que você pensa a seu respeito: seu dialogo interior.

Demandas psicológicas como ansiedade, depressão, pressão por desempenho na escola, uso de álcool ou drogas, distúrbios sexuais ou abuso sexual, violência psicológica ou física causam uma auto estima deficiente. E isso esta ligado a passividade, ao medo de ficar sozinho ou sentir-se desprotegido nessa situação.

A psicoterapia junguiana ou psicanalítica são profundas para ressignificar acontecimentos negativos e/ou traumáticos do passado. Precisa-se cortar o cordão umbilical com a família, desamarrar o que ficou amarrado emocionalmente. Trabalhando essas vivencias emocionais enxerga-se e abraça-se a liberdade com prazer.

Construir Relacionamentos Saudáveis e prazerosos

Passada a fase aguda de aprender a estar bem sozinho e descobrir o prazer nisso aparecem novos dilemas emocionais: “Dra Lisi, é muito bom ficar sozinho. Não quero mais ninguém.” “Conheci uma pessoa especial mas não quero perder meu bem estar atual” “como saber se estou pronto para voltar a namorar?” “estou bem só e não quero que ninguém me faca mal”.

Ai vai entrar a questão do equilíbrio. A solidão que perde a capacidade de se conectar com pessoas e o mundo não é legal. O auto conhecimento te ajuda a aproveitar e valorizar seus momentos sozinho e socializar-se com pessoas de valores afins e que você admira, ter a capacidade de se conectar, se abrir, divertir-se em gupo.

Depois de você aprender a cuidar-se e ser  melhor amigo de si mesmo vai ficar mais segura a capacidade de relacionar-se. E ate quando namorar vai poder analisar melhor se é a parceiro(a) que combina com você ou desapegar rápido se não combinar. A clareza traz tranquilidade mental e de espirito, isso faz com que você identifique jogos emocionais, inveja, falsidade, confusões e não caia nessas armadilhas que levam a infelicidade.

Eu espero que esse artigo tenha te ajudado a ver seu potencial de conhecer a si mesmo em profundidade e permitir-se desfrutar da sua companhia com prazer. Facilita crescer em vários aspectos emocionais. A minha proposta como psicoterapeuta é ajudar na auto consciência, um exercício a ser praticado diariamente e que nunca tem fim.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 pensamentos em “Como curtir a própria companhia?

  • Marcileide Oliveira da Silva

    Todos meus anos de casada vivi assim é meu esposo nunca aceitou ajuda e agora estamos separando e sem algum diálogo ele ficou muito frio….

  • Vanessa

    Estou vivendo exatamente tudo isso ..
    Não vejo mais Saida , só sei que é bastante exaustivo.

  • Lisiane Hadlich Machado Autor do post

    Vanessa, te convido a tornar o processo mais fácil. Por que não agendar uma consulta online? Sozinha você pode ficar perdida na zona de conforto e resistência inconsciente. A psicoterapia é um convite ao novo olhar, facilitar as mudanças.