Abrir-se para uma nova vida & Assertividade


Muitas pessoas buscam psicoterapia por dificuldades em alcançar novos objetivos de vida. Por que isso acontece? Ao longo da vida buscamos melhorar como pessoa, família, amizades, profissão, hobbies, financeiramente e em todas as áreas importantes para nos. Esse processo ocorre em base a nossa auto estima, crenças e padrões emocionais inconscientes.

A vida esta sempre trazendo desafios, novos desejos, aprendizados. As pessoas que tem maior contato com sua intuição, inteligência emocional fluem melhor no caminho de realizar desejos que trazem realização, paz e felicidade a médio e longo prazo.

Faz-se necessário clareza do que se quer, planejamento, comprometimento e o principal: esforço para buscar as novas experiências de vida. Muitas pessoas desistem de tomar iniciativas e decisões fundamentais para seu sucesso futuro. Por medo, auto sabotagem, procrastinação, crenças negativas e outros lixos emocionais. As vezes repetindo padrões familiares de pobreza, insatisfação no amor ou profissional e isso leva a buscar a analise para entender-se melhor.

Complexidade das Mudanças

Muitas pessoas que passam por perdas na família, separação, dificuldades financeiras, violência psicológica ou física na infância podem ter muita dificuldade para aceitar o novo, ou fazer mudanças. Vou ilustrar com dois exemplos como pode ser complexo aceitar as mudanças.

Mariazinha desde nova queria casar, ter seus filhos, cuidar da sua casa e se entregar para essa realidade. Então buscou uma relação e enfim, depois de tudo que ela alcançou, não conseguia aceitar o novo e viver plenamente como uma mulher casada.
Mariazinha jantava na mãe todos os dias, não conseguiu administrar sua própria casa, ficou presa aos laços antigos. Ela queria tanto, mas suas necessidades continuam ligadas a antiga família. Ela não conseguia sentir alegria. Seu marido não a entendia e acabaram separando-se.

É preciso saber adaptar-se

Mesmo quando queremos muito uma coisa, se a gente não resolver as questões que aparecem a partir daquilo que você é agora, pode acontecer de não aceitar o novo e perder as alegrias que isso poderia oportunizar.

Procure dentro de você onde quis tanto algo e depois que isso chegou, reflita se você sustenta seus objetivos. Eu queria apresentar também o exemplo do Joao. Esse queria muito se dar bem na vida, trabalhou, estudou e conseguiu um trabalho. Porém ele não consegue viver de forma plena.

Ele continua com as marcas do passado, não tem momentos de grande prazer, não gasta com aquilo que lhe faria feliz, mudou o bolso, mas não mudou a forma de sentir nem de pensar. Continua aprisionado por seus medos, cheio de culpa. A abundancia não esta somente no bolso, a abundancia esta na sensação de poder viver isso, de uma forma plena, saudável e o Joao não tinha essa consciência.

Muitas vezes isso acontece conosco, as vezes temos algum Joao ou alguma Mariazinha dentro de nós. Muitos de nós queremos tanto algo e quando chegamos nesse lugar não conseguimos manter isso, se fica impregnado do passado e não se permite que o novo entre e se determine. Eu sou assim, eu era assim.

Você está em sintonia com seus desejos e objetivos?

Muitos de nos tem uma grande dificuldade de aceitar os caminhos apontados pela alma e coração. Mas a única verdade é que a vida passa rápido. Vai ser movimento ou vai ser estagnação?  Você vai agir alinhado a sua intuição? Vai construir uma vida resiliente baseada em seus valores? A analise auxilia a deixar a mente mais clara. Decisões assertivas são aquelas que trazem realizações e não arrependimentos.

Na ansiedade corre-se o risco de tomar decisões ruins. Por isso ter a mente tranquila e paz no coração faz-se essencial no caminho das mudanças. Pessoas com depressão e ansiedade tem dificuldade de lidar com seus sentimentos e fazer movimentos positivos na vida. Isso também afeta a qualidade da vida afetiva, a relação a dois e familiar.

A psicoterapia busca aliviar a forma de encarar as situações traumáticas, processar as reflexões ou angustias permitindo equilibrar o emocional e prevenir novas crises. Permita-se.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *